Abril de luto: O mês que mais pessoas morreram pela COVID-19 em Barreiras.

O mês de abril foi o que mais registrou mortes referente a COVID-19 no Brasil, foram 82.266 pessoas, destas 50 mortes foram em Barreiras, de longe o mês com mais óbitos, ficando distante das 39 mortes de agosto de 2020. Cenário fúnebre para a tristeza das famílias barreirenses  que perderam pais, mães, filhos, sobrinhos, tias , tios, irmãos … e muitos amigos. Cenário que ainda viu a luta dos guerreiros da saúde, não nos cansamos de cita-los, que tem no seu dia a dia, a dolorosa missão de lidar com vida e morte ao mesmo tempo, para cada recuperação é uma alegria nos seus corações para cada morte uma dor que logo precisa ser reservada por que logo em seguida tem mais alguém que necessita deles. Uma enfermeira que há um ano vem sofrendo as dores desta pandemia, disse ao Site Mais Oeste, que muitas vezes  pensou em desistir mas em cada sorriso de um recuperado vinha a vontade de salvar e lutar por pessoas que talvez ela nem conheça de perto mas que acabam fazendo a rotina do seu mundo de pandemia. Esperamos que essas 50 mortes não se repitam e os outros meses tenham cores mais esperançosas.

Constatando a evolução  da COViD-19 em Abril

Fizemos uma comparação do período em intervalos de 1, 15 e 30 de abril para observarmos quando a doença começou a acelerar:

Pessoas internadas

1 de abril             15 de abril              30 de abril 

27 pessoas               39 pessoas                48 pessoas – evolução  maior de 1 à 15

Isolamento Domiciliar 

1 de abril              15 de abril              30 de abril 

262 pessoas             531 pessoas               973 pessoas – evolução maior 15 à 30

Aguardavam resultado dos exames

1 de abril              15 de abril              30 de abril 

67 pessoas               136 pessoas               85 pessoas – evolução maior 1 à 15

Lotação média dos leitos 

1 de abril              15 de abril              30 de abril

90%                           98%                            100% – evolução maior 1 à 15

Óbitos

1 de abril              15 de abril              30 de abril

125 mortes               148 mortes                175 mortes – evolução maior 15 à 30

Em analise  direta  a evolução da doença em quase todos os critérios do boletim da secretaria da saúde de Barreiras, foi entre 1 e 15 de abril , tendo consequências também na segunda metade do mês. As ações que foram implementadas pelas autoridades  são super validas mas se cada um não se conscientizar que a COVID-19 não escolhe raça, idade ou mesmo  situação social e econômica vamos galopar perigosamente  por um bom tempo nesta pandemia.

Os números não param de crescer

Apesar que as autoridades fazem a sua parte tentando barrar esse crescimento preocupante de casos da COVID-19 em Barreiras, os números podem ser considerados exorbitantes,  no boletim divulgado na noite de domingo ( 2 ), já registrava 177 mortes ao todo, com as duas mortes deste início de maio.

Número de mortes  junho 2020 à maio 2021 

177 óbitos 

Junho – 5 casos 

( 13/06), ( 15/06 ), ( 18/06 ),  (20/06), (21/06 ) 

Julho – 20  casos 

( 07/07 ) , ( 2 óbitos 12/07 ) , ( 2 óbitos  13 /07 ), ( 16/07 ), ( 2 óbitos 18/07 ), ( 20/07 ), (3 óbitos 21/07), (23/07), (24/07), (27/07), (28/07), (3 óbitos 29/07), (30/07).

Agosto – 39 casos 

(01/08), (2 óbitos 02/08), (3 óbitos 03/08), ( 3 óbitos 04/08), (05/08), (06/08), (2 óbitos 07/08), (2 óbitos 08/08), (11/08), (12/08), (13/08), (14/08), (15/08), (2 óbitos 16/08), (2 óbitos 18/08), (2 óbitos 19/08), (3 óbitos 20/08), (2 óbitos 21/08), (2 óbitos 22/08), (25/08), (26/09), (2 óbitos 28/08), (29/08), (31/08).

Setembro – 22

(2 óbitos 01/09), (04/09), (07/09), (2 óbitos 10/09), (12/09), (2 – 13/09), (15/09), (18/09), (19/09), (2 óbitos 22/09), (2 óbitos 24/09), (26/09), (27/09), (28/09), (2 óbitos 29/09), (30/09).

Outubro – 11

(01/10), (03/10), (04/10), (06/10), (2 – 08/10), (2 – 20/10), (26/10), (27/10), (31/10).

Novembro – 6

(16/11), (24/11), (25/11), (27/11), (2 óbitos 28/11).

Dezembro 5

(02/12), (04/12), (05/12), (17/12), (21/12).

Janeiro 2021 – 4

(05/01), (10/01), (19/01), (28/01)

Fevereiro 2021 – 2

(20/02), (27/03)

Março 2021 – 13

(06/03), (10/03), (15/03), (16/03), (18/03), (20/03), (21/03), (23/03), (2 – 26/03), (27/03), (2 – 29/03)

Abril 2021- 50

(02/04), (4 – 05/04), (  06/04), (2 – 07/04), (2 – 08/04), (4 – 11/04), (12/04), (3 -13/04), (2 – 14/04), (3 – 15/04),  (17/04),  (6 – 19/04), (2 – 20/04), (2 – 21/04), (22/04),( 3 – 23/04),  (24/04), (2 – 26/04), ( 2- 27/04), (2- 28/04), ( 2 – 29/04 ) e  (3 – 30/04 ).

Maio 2021 – 2

( 2 – 02/05 ), 

Boletim da prefeitura de Barreiras na íntegra

A Secretaria Municipal de Saúde informa o 173º, 174° e 175º óbitos decorrentes da Covid-19, ocorridos na quarta-feira, 28, e sexta-feira, 30, no Hospital do Oeste – HO, e na quinta-feira, 29, no Pronto Atendimento Coronavírus, sediado no Hospital Municipal Eurico Dutra. Os pacientes não resistiram ao agravamento da doença, mesmo com o empenho dos profissionais de saúde das duas unidades.

O 173º óbito trata-se de um paciente, de 56 anos, que possuía Diabetes Mellitus e não resistiu ao avanço do novo Coronavírus, agravado pela comorbidade. O 174º óbito, se refere a um paciente de 56 anos de idade, que estava internado no Pronto Atendimento Coronavírus desde o dia 18 de abril. Já o 175º óbito, trata-se de um paciente de 53 anos, com doença cardíaca crônica.

Neste momento, a Secretaria de Saúde de Barreiras se solidariza com familiares e amigos dos pacientes reafirmando a defesa intransigente pela vida, mantendo todos os esforços necessários na promoção da assistência médica e a todas as pessoas que venham necessitar do atendimento especializado para Covid-19 no município.

A Secretaria reforça ainda, a atenção e colaboração da população nos cuidados essenciais que devem ser mantidos para diminuir a propagação do novo Coronavírus, como o uso obrigatório de máscaras, higienização das mãos e evitar aglomerações.

Barreiras-BA, 30 de abril de 2021.

Melchisedec Alves das Neves

Secretário Municipal de Saúde

Quer Mais Notícias clique AQUI:www.maisoeste.com.br

There are 1 comments

  1. Avatar

    E o incrível é que as pessoas não param de fazer eventos clandestinos com aglomeração de pessoas num momento desses. Não podemos culpar as autoridades se não damos a nossa parte de contribuição. Me lembra aquela frase sobre lixo nas ruas: cidade limpa não é aquela que mais se varre e sim aquela que menos se suja. Pois é… continuamos sujando no combate a pandemia!

Comments are closed.