Hospital do Oeste realiza primeira cirurgia por videolaparoscopia

Foto//Divulgação

Jane Cristina Vieira foi a primeira paciente a realizar uma videolaparoscopia no Hospital do Oeste (HO) e em menos de 48 horas já estava em casa. Isso, graças a um novo aliado para a realização de procedimentos cirúrgicos: o aparelho de videolaparoscopia. Através deste equipamento, é possível a realização de cirurgias não “abertas” com uma abordagem considerada minimamente invasiva.

Nesse tipo de procedimento, os cortes são substituídos por furos pequenos realizados por meio de pinças com câmeras nas pontas, possibilitando a visualização em duas dimensões do local da cirurgia. “O nosso grande benefício é a redução do tempo de internação, pois o pós-operatório é muito mais rápido, o que aumenta a rotatividade de nossos leitos e amplia a oferta de leitos cirúrgicos para mais pacientes. Sem dúvida, é um equipamento que fará a diferença,” pontuou Lucien Zanon, diretor técnico do HO.

A videolaparoscopia vem sendo utilizada em pacientes com diferentes necessidades cirúrgicas, sendo as mais demandadas a retirada de vesículas biliares, o reparo de hérnias e a remoção de baços e tumores. Vale ressaltar que, em cirurgias desse mesmo tipo realizadas pelo modo convencional, o paciente tem internamento médio de quatro a sete dias.

Além da diminuição do tempo de internação, o paciente tem outras vantagens significativas numa cirurgia por videolaparoscopia, como uma melhor recuperação pós-operatória, com alimentação precoce. É importante ressaltar que o procedimento também proporciona um pós-operatório menos doloroso, uma vez que o paciente se submete a um trauma cirúrgico menor que aqueles ocasionados nas grandes incisões. Com isso, pode retornar mais precocemente às suas atividades e ainda obter melhor resultado estético, devido a uma menor incisão cirúrgica.

Quer mais notícias, clique aqui: www.maisoeste.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *