Está chegando o dia – Por liberdade e justiça, participe!

Informe publicitário:

Junte-se ao Movimento Brasil Verde e Amarelo no próximo dia 15 de maio, em Brasília. Vamos lutar juntos pelo respeito à constituição e voto impresso auditável. O futuro em liberdade depende de nós.

“Sem voto impresso não vale ter eleição em 2022”, afirma Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, em tom de ameaça, que não vai ter eleição em 2022 no Brasil caso o Congresso aprove uma regra que valide o voto impresso, mas eventualmente a mudança não entre em vigor, após tecer duras críticas ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso. Em sua transmissão semanal ao vivo pelas redes sociais, Bolsonaro citou trecho de entrevista recente dada por Barroso na qual o magistrado disse que seria um “caos” a adoção do voto impresso. Ele chamou o presidente do TSE de “dono do mundo”, “homem da verdade absoluta” e que “não pode ser contestado”.
“Ninguém aceita mais este voto que está aí, como vai falar que é preciso, é legal, é justo e não é fraudado? Única republiqueta do mundo, acho que talvez a única, é a nossa que aceita essa porcaria desse voto eletrônico, isso tem que ser mudado”, disse.
“E digo mais, se o Parlamento brasileiro, por maioria qualificada, em três quintos na Câmara e no Senado, aprovar e promulgar, vai ter voto impresso em 2022 e ponto final. Não vou nem falar mais nada. Vai ter voto impresso, porque se não tiver voto impresso, sinal de que não vai ter a eleição. Acho que o recado está dado”, ameaçou. Bolsonaro disse que os defensores da democracia, que querem que o voto “valha de verdade”.
fonte: Agência