Diretor da cerimônia de abertura dos Jogos é demitido por ‘piada’ sobre o Holocausto

Foto//Tóquio 2020 via AP

Na manhã desta quinta-feira (22), o diretor artístico da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio, Kentaro Kobayashi, foi demitido por uma “piada” feita há mais de duas décadas sobre o Holocausto.

O Holocausto foi o genocídio de cerca de seis milhões de judeus durante a Segunda Guerra Mundial. O vídeo foi divulgado na madrugada desta quinta-feira (22) e rapidamente causou grande polêmica. A cena foi gravada em 1998 e mostra Kobayashi e outro ator interpretando comediantes infantis famosos na televisão japonesa.

Em um certo momento, ele se refere a alguns bonecos de papel como “aqueles que você disse da última vez: ‘Vamos brincar de Holocausto!'”. A plateia ri, e a dupla faz outra piada sobre a raiva que essa referência ao Holocausto provocaria em seu produtor de televisão.

Em comunicado, Kobayashi se desculpou pelo que chamou de palavras “extremamente inadequadas”. “Era uma época em que eu não conseguia fazer as pessoas rirem da maneira que queria, então acho que estava tentando chamar a atenção das pessoas de forma superficial”.

Quer mais notícias, clique aqui: www.maisoeste.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *