Programa de Irrigação da Abapa fortalece a agricultura familiar no Sudoeste e Oeste da Bahia

Desde 2014, a Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) mantém o projeto “Apoio aos Pequenos Agricultores Familiares”, um esforço contínuo para fortalecer a agricultura familiar no Sudoeste da Bahia. Até 2023, foram distribuídos 305 kits de irrigação em 18 municípios daquela região, transformando a realidade dos produtores e elevando a produtividade e a qualidade dos cultivos.

“Receber o kit Irrigação da Abapa foi muito importante e ajudou bastante na retomada do plantio do algodão em nossa região. Consegui o aumento de mais de 100% na minha produção, com 350 arrobas de algodão em caroço, em um hectare”, destacou Gedenon Guedes Fernandes, um dos agricultores beneficiados em 2015, ressaltando a transformação em suas práticas agrícolas.

Outro caso de sucesso é o da Fazenda Amâncio Gomes, em Urandi, onde, mesmo diante da estiagem, os agricultores viram resultados positivos após a adoção dos sistemas de irrigação. “Estamos muito felizes. Essa iniciativa ajudou muito a nossa família e só temos a agradecer a Abapa. Desde o primeiro contato fomos muito bem atendidos, o acompanhamento e recebimento dos kits foi muito satisfatório”, pontuou Márcia Mamédio Guimarães, produtora na fazenda.

Antônio Carlos Araújo, coordenador do Programa Fitossanitário da Abapa, enfatiza que “o sistema de irrigação complementar contribui para reduzir o risco climático, melhorar a vida do homem do campo, aumentar a produtividade, gerar renda, melhorar a qualidade dos itens produzidos e diversificar o cultivo”. Mais de 600 hectares foram cultivados na região Sudoeste após a implantação desses equipamentos, incluindo culturas como algodão, milho, melancia, feijão, pepino e maracujá.

Oeste – Essa ação, que inicialmente beneficiava apenas os cotonicultores do Sudoeste, expandiu-se para o Oeste da Bahia devido aos resultados positivos alcançados. Nos anos de 2022 e 2023, foram doados 57 kits de irrigação para agricultores dos municípios de Luís Eduardo Magalhães, Barreiras, Baianópolis, Formosa do Rio Preto, Riachão das Neves, Santana, São Desidério, Muquém do São Francisco, Wanderley, e Mansidão, impulsionando o cultivo de hortaliças e frutas destinadas às feiras e comércios locais.

Assessoria de imprensa Abapa